Administrar as finanças juntos exige disciplina e paciência.

Essa é uma questão que quase nem todo mundo pensa antes de casar e pode trazer conflitos, se não for bem planejada e conversada.

Assim como em muitos outros assuntos, cada um viveu essa experiência de uma forma, portanto, lidam com o dinheiro de formas diferentes. Para não gerar nenhum mal entendido ou chateação, a melhor solução é conversar! O diálogo é o caminho para esclarecer, resolver e evitar muitos problemas, inclusive financeiros.

Além disso, coloquem todas as contas no papel ou numa planilha no computador. Deixem claro tudo que entra, as contas fixas e o que devem destinar a uma reserva. Ela será muito importante para imprevistos e realização de sonhos.

Depois combinem entre vocês como as contas serão pagas. Decidam se terão conta conjunta ou separada, qual é a forma mais justa de fazer a divisão, considerando a possível diferença de salários e outros pontos que julgarem importantes.

Conversem ainda sobre prioridades, sobre hábitos particulares que não abrem mão, sobre a necessidade de enxugar custos e em caso de dívidas, pensem juntos na melhor solução para livrarem-se delas. Se um dos dois é melhor em finanças pode orientar e ajudar o outro, sem tentar impor seus hábitos. Por que não?

A divisão de responsabilidades e problemas pode e deve unir vocês ainda mais, não afastá-los. Por isso todo esse jogo limpo e diálogo são extremamente importantes.

Organização e planejamento financeiro evitam muito estresse e viabilizam sonhos. E se tem uma coisa que a gente entende e incentiva são os seus sonhos. Temos planos que facilitam cada um deles, com planejamento, pé no chão e muitas vantagens. Conheça aqui.