Todo mundo sabe que ganhar dinheiro não é uma tarefa fácil e saber como investi-lo é ainda mais difícil. Para você fazer a escolha certa na hora de comprar um bem é fundamental saber escolher o modo que você paga por ele, só assim seu dinheiro rende o esperado e sua carteira não fica vazia. Para ajudar você a fazer um investimento seguro, o Consórcio Luiza preparou dessa vez algumas dicas de como funciona um consórcio e sobre tudo o que você precisa saber para ter mais tranquilidade e segurança.
Quem fiscaliza o sistema de Consórcio?

Desde 1991, o Banco Central fiscaliza o setor, incluindo uma rigorosa análise nas áreas de: administração dos recursos dos participantes, na contemplação e entrega das cartas de crédito e a no capital mínimo para o funcionamento.

Só o Banco Central fiscaliza?

Não. Existem mais dois órgãos que contribuem para essa regulamentação e fiscalização: a ABAC, Associação Brasileira de Administradoras de Consórcios e o SINAC, Sindicato Nacional dos Administradores de Consórcio. Ambos foram fundados no final da década de 60 e têm como objetivo aperfeiçoar os mecanismos e normas do setor. Algumas das funções da ABAC e SINAC são: prestar um serviço de atendimento aos consorciados, informar como funciona o consórcio, a idoneidade das empresas, além de assessorar casos específicos.

Quando o regulamento entrou em vigor?

Os consórcios foram regulamentados na década de 70 e ficou estipulado que caberia ao Governo Federal controlar as atividades do setor.  Neste sentido, era preciso obter autorização na Receita Federal para que um grupo pudesse funcionar. Somente um ano depois é que o regulamento dos consórcios foi estabelecido, através do Decreto 70.951.

Quando começou o sistema de consórcios?

Os primeiros consórcios no Brasil foram criados há quase 50 anos e no começo não eram organizados como empresas comerciais como agora. Com o passar do tempo e a regulamentação de normas para o setor, hoje, o consórcio é uma das melhores formas de investir seu dinheiro.

Caso você ainda tenha alguma dúvida sobre este tema, entre em contato com o Consórcio Luiza.