Ser mamãe já é uma responsabilidade e tanto, mas, sem dúvida alguma, a responsabilidade é triplicada quando se é mãe solo. Afinal, não é uma tarefa fácil conciliar a criação de um filho com as despesas cotidianas que ele irá demandar.

A jornalista Fátima Jarouche conta que não ter opção de compartilhar a maternidade com alguém é uma forma diária de se reeducar financeiramente. “Além disso, outro ponto essencial, é educar seu filho com noção e princípios de valores. Explicar que tudo tem um preço, nada vem sem esforço. Sendo assim, fica mais fácil sair com a criança e não precisar gastar demais com mimos ou atrações no shopping”, explica a jornalista.

Pensando em facilitar a vida dessas mamães, nós, do #ConsórcioMagalu, preparamos algumas dicas valiosas que vão ajudar você a exercer sua maternidade de forma a não prejudicar o seu orçamento. Afinal, planejamento financeiro é imprescindível nos tempos de hoje, não é mesmo?

1 – Estude

Sim, para ter uma vida financeira no azul é preciso muito conhecimento e informações qualificadas para poder se planejar e não onerar o orçamento no fim do mês. Busque regularmente por conteúdos e tema relacionados à economia doméstica, abuse das pesquisas na internet, canais do YouTube, palestras, workshops e tudo que fará você se imergir neste universo.

“Se possível, participe de grupos de mães que fazem bazar de roupas dos filhos que já cresceram, há oportunidades boas e podemos economizar muito”, sugere a jornalista Fátima Jarouche.

2 -Coloque na ponta do lápis

Absolutamente tudo deve estar registrado, seja em uma planilha ou no velho e bom papel, se preferir. É importante ter a visão geral de tudo que entra e o que sai. Muitas vezes, acabamos nos complicando porque não temos consciência de todos as nossas despesas, portanto, conhecer o seu bolso fará com que você se administre melhor e saiba de seus limites.

Foto: Reprodução

3- Procure alternativas para se divertir em família

Nada de estimular passeios a shoppings! Sabemos que sempre acabamos nos rendendo a alguma comprinha, especialmente quando levamos as crianças, né?

Faça programas que envolvam menos custos e investimentos, como um bom passeio pelo parque, um piquenique e passeios culturais gratuitos. Uma ótima opção também é aquele almoço na casa da vovó, familiares e amigos próximos.

4 – Inove na hora que for às compras

Comprar roupa para criança é um investimento bem alto se levarmos em consideração que a cada ano todas as peças são perdidas pela fase de desenvolvimento dos pequenos. “Se possível, participe de grupos de mães que fazem bazar de roupas dos filhos que já cresceram, há oportunidades boas e podemos economizar muito”, sugere a jornalista Fátima Jarouche.

Foto: Reprodução

5- Economize nas refeições

Durante a semana, evite ao máximo sair para almoçar ou jantar fora. Deixe isso para momentos especiais, como em datas comemorativas e feriados. Prepare refeições em casa mesmo!

Quando for ao mercado, que tal preparar uma lista objetiva do que realmente precisa? Isso irá fazer com que acabe não gastando com bobeiras a mais que sempre costumamos encontrar pelos corredores dos supermercados.

6 – Poupe dinheiro

Fazer aquele pé de meia é crucial para momentos inesperados. Procure guardar pelo menos 20% de todo o seu rendimento no mês. Afinal, nunca sabemos quando precisaremos arcar com despesas extras com nossos pequenos.

Bom, seguindo todos esses passos, você estará ainda mais próxima de realizar o seu sonho de conquistar a casa própria ou até mesmo comprar um carro para a locomoção do seu filho.  E já sabe, né? Com o #ConsórcioMagalu você pode contar. Faça agora mesmo um orçamento.