O serviço pode ser um apoio importantíssimo no exterior

Está com as malas prontas para fazer uma viagem para o exterior ou realizando aquele sonho de fazer um intercâmbio? Então é bom se prevenir e fazer um seguro viagem. Existem, inclusive, alguns países que exigem que o turista tenha esse seguro.

Como não podemos escolher quando acidentes e problemas de saúde vão acontecer, o seguro viagem será uma proteção e um apoio enquanto você viaja. Ele funciona como um plano de saúde temporário, já que o plano de saúde brasileiro não é válido no exterior, nem todos os países atendem estrangeiros na rede pública de saúde e um tratamento particular pode ser bem caro.

O seguro será ainda uma garantia de indenização para acidentes e situações inesperadas, como extravio de bagagem, remarcação de passagem e assistência jurídica, por exemplo.

Será válido para os dias contratados e dentro das regras do contrato.

Você também já pode ter ouvido falar sobre assistência de viagem e se perguntando qual é a diferença entre ela e o seguro. Basicamente, a principal diferença está em quem pagará pelo serviço no momento que for utilizado.

O seguro reembolsa as despesas do viajante, que paga as contas do próprio bolso e depois envia notas e laudos à seguradora.

A assistência faz uma triagem por telefone e, se necessário, encaminha o viajante a um hospital credenciado ou manda um médico até o hotel, sem custo ao cliente.

Muitas empresas já vendem um produto híbrido, que funciona como assistência ou seguro, de acordo com a ocorrência.

Antes de contratar um seguro, verifique se seu cartão de crédito não oferece esse direito gratuitamente.  Sim, existem empresas de cartões que fazem essa cobertura de seguro viagem.

Se seu cartão não cobrir, então faça pesquisas, peça indicação e leia atentamente o contrato. Você deve saber o que seu seguro cobre, como proceder quando precisar dele e como será reembolsado.

Você pode contratar seu seguro no seu banco, numa empresa de seguros, na companhia aérea que vai viajar, no site onde comprar sua passagem, em agências de turismo ou com a sua operadora de cartão de crédito. Geralmente é bem simples, sem burocracia e pode ser contratado até pelo site da empresa.

Está preocupado com o custo? Ele pode custar bem menos do que uma consulta particular no exterior. Faça uma cotação e verá que o investimento é pequeno perto da dor de cabeça que pode ter.

Por falar em dor de cabeça, se usar seu seguro, lembre-se de guardar todas as notas e documentos, preencher formulários e dar entrada no processo assim que chegar no Brasil.

Ah, você pode contratar esse serviço para viagens nacionais também. Ele só não é muito comum porque podemos contar com a rede pública ou com o plano de saúde que usamos rotineiramente.

E não se esqueça de que pode contar com o Consórcio Luiza caso fazer uma viagem internacional ou um intercâmbio ainda sejam sonhos distantes. Aqui você faz acontecer. Com planejamento, parcelas que cabem no seu bolso, sem burocracia e com muitas outras vantagens.

Conheça nossos planos e fale com a gente . Somos especialistas em realizar sonhos.