Dias tranquilos são possíveis. Confira as situações que podem ser evitadas para manter o bom convívio com seus vizinhos

Conviva em harmonia em seu condomínio e evite várias situações que podem desencadear desentendimentos entre você e seus vizinhos. Cano, cachorro, criança, carro e calote podem fazer parte de possíveis discordâncias.

Na maioria das vezes os conflitos são resolvidos com bom diálogo, o que é recomendável. Porém, em outros casos, a discordância entre moradores chega a uma conclusão não muito agradável: o judiciário.

Jaques Bushatsky, advogado especializado em direito imobiliário, comenta: “Nessa comunidade, é sempre necessário conversar, mas, se nada mais der certo, o jeito é entrar com uma ação mesmo”.

Observe os desentendimentos e desfechos mais comuns:
Cano: vazamentos e infiltrações que podem ter origem no vizinho ou no próprio condomínio. O problema tem início quando o responsável por aquele problema, uma mancha na parede provocada pelo apartamento vizinho, por exemplo, não assume a responsabilidade, resistindo em solucionar o problema. Nesta situação, entra a ajuda oficial. O juiz determina que a perícia identifique o motivo do vazamento e que os responsáveis realizem o conserto.

Calote: ao atrasar o pagamento do condomínio, o morador prejudica a todos, inclusive ele mesmo. As dívidas dificultam a administração do condomínio e direcionam ao aumento do preço.
O condomínio tem o direito de enviar o caso à justiça e, uma vez acionada, o judiciário geralmente dá ganho de causa para o condomínio.

Animais de estimação: a reclamação voltada a animais de estimação é outro caso constante em condomínios. As mais comuns são relacionadas ao porte do cachorro, que pode assustar por seu tamanho ou raça, sendo indicado que o passeio seja feito com coleira, para evitar maiores transtornos.

Carro: veja as situações mais rotineiras de desentendimento entre os moradores neste caso.
Carro riscado ou batido no estacionamento.
• Vaga preenchida por outro veículo.
• Ausência de vagas especiais ou proibição da entrada de carros de terceiros.
Primeiramente, sempre vale tentar ter uma conversa amigável. Caso não resolva, a justiça também pode ser acionada nesta situação.

Criança: “baguncinhas” ou crianças desacompanhadas dos pais na piscina, brincar no condomínio após o horário estipulado pelo condomínio e situações desse gênero são fatores que podem incomodar os vizinhos. É preciso estar atento às crianças para evitar demais transtornos, inclusive no bolso, como uma multa de condomínio, por exemplo.

Agora que você já sabe como conviver em harmonia com os seus vizinhos, que tal programar o seu futuro no condomínio dos seus sonhos? O Consórcio Luiza possui diversos planos  para você realizar o seu sonho com planejamento, economia e ainda participar da promoção “Sua casa vem com tudo” , concorrendo a R$ 50 mil em prêmios.

Entre em contato conosco e faça uma simulação. Surpreenda-se com os planos do Consórcio Luiza.